Assine nossa newsletter para se manter atualizado com dicas, notícias e promoções.

Cenas da ditadura militar através dos olhos de Luís Nassif



Cenas da Ditadura Militar – Um Olhar Nostálgico de Luís Nassif

Cenas da Ditadura Militar

No início dos anos 60, o Brasil enfrentava grandes desafios sociais, com a fome e o analfabetismo em pauta. As Semanas do Estudante de Poços de Caldas eram palco de intensos debates sobre esses temas, reunindo diferentes grupos e correntes de pensamento.
Entre os participantes estavam os internos do Marista de direita, a esquerda católica representada pela UEC e depois pelo GGN, e os comunistas do Pelicano. Essa diversidade ideológica era refletida nos embates e discussões durante as Semanas do Estudante.

O Governo de Jango e a Importância de Paulo Freire

O governo reformista de Jango contava com importantes figuras, como Paulo Freire, Josué de Castro, Anisio Teixeira e Celso Furtado, que foram fundamentais na implementação de políticas sociais inovadoras. No entanto, esse período de transformação foi interrompido pela intervenção militar.
Após o golpe, a repressão e a perseguição política se intensificaram, marcando um período sombrio da história do Brasil. Estudantes, professores e ativistas foram alvo de violência e censura, com relatos de espancamentos e delações.
A resistência, no entanto, não se calou. Movimentos estudantis, artistas e intelectuais enfrentaram a censura e a repressão, buscando manter viva a chama da democracia e da liberdade de expressão.
A memória desses tempos difíceis permanece viva nas histórias e relatos daqueles que lutaram e resistiram, como Luís Nassif, que compartilha suas experiências e lembranças desse período conturbado da história do Brasil.

Fonte: https://jornalggn.com.br/memoria/cenas-da-ditadura-militar-por-luis-nassif/

Facebook
Twitter
Email
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Parecidos

Zahy Tentehar, atriz, cantora, ativista e artista visual, homenageia suas raízes indígenas em ‘Falas da Terra’

Artista indígena Zahy Tentehar e sua jornada para representatividade na cultura Muita coisa aconteceu na vida de Zahy Tentehar, desde que ela veio para o Rio de Janeiro aos 19 anos “tentar a sorte”. Nascida na aldeia Colônia, no território indígena Cana Brava, no Maranhão, a atriz, cantora e ativista hoje com 34 anos, apresenta

Leia Mais →