Assine nossa newsletter para se manter atualizado com dicas, notícias e promoções.

Tendência de unhas de gel: conheça o modelo bailarina

Tendência de unhas de gel: conheça o modelo bailarina

Nos últimos anos, as unhas de gel se tornaram uma verdadeira febre entre as amantes de beleza e cuidados pessoais. E uma das tendências mais populares atualmente é o modelo bailarina. Mas afinal, o que é esse estilo de unha e por que ele tem conquistado tantas pessoas ao redor do mundo? Neste artigo, vamos explorar tudo sobre a tendência das unhas de gel no estilo bailarina, desde a sua origem até dicas de como mantê-las impecáveis.

O que são as unhas bailarina?

As unhas bailarina, também conhecidas como coffin nails em inglês, são um estilo de unha que se caracteriza por serem mais longas e estreitas, com pontas quadradas e levemente arredondadas. Esse formato lembra a ponta dos sapatos usados pelas bailarinas de balé, daí o nome. As unhas bailarina são elegantes, sofisticadas e ideais para quem busca um visual moderno e impactante.

Como são feitas as unhas de gel no estilo bailarina?

Para conquistar o formato bailarina nas unhas, é necessário recorrer à técnica do gel. Primeiramente, as unhas naturais são preparadas e limpas para receber o alongamento com o gel. Em seguida, o gel é aplicado e moldado de acordo com o formato desejado, no caso, o estilo bailarina. Após a secagem do gel, é feita a pintura e decoração das unhas, finalizando com um acabamento impecável e duradouro.

Por que as unhas bailarina têm ganhado tanto destaque?

A popularidade das unhas bailarina se deve, em parte, ao seu visual elegante e versátil. Esse estilo de unha combina com diferentes tipos de looks e ocasiões, seja para o dia a dia ou para eventos especiais. Além disso, as unhas de gel possuem uma durabilidade maior do que as unhas naturais, o que faz com que muitas pessoas optem por esse tipo de alongamento.

Dicas para manter as unhas bailarina impecáveis

Para garantir que as suas unhas bailarina permaneçam sempre bonitas e bem cuidadas, é importante seguir algumas dicas simples. Mantenha as unhas hidratadas, evite o contato com produtos químicos agressivos, faça manutenções regulares no salão e não se esqueça de usar luvas ao realizar tarefas domésticas que possam danificar as unhas.

Agora que você já conhece mais sobre a tendência das unhas de gel no estilo bailarina, que tal experimentar esse visual único e sofisticado? Aposte nessa tendência e arrase por onde passar!

FAQs sobre unhas bailarina

1. As unhas bailarina são adequadas para todos os tipos de unhas?
Sim, as unhas bailarina podem ser feitas em diferentes tipos de unhas, desde que sejam saudáveis e estejam em boas condições.

2. Quanto tempo dura o alongamento com gel no estilo bailarina?
Em média, as unhas de gel no estilo bailarina duram de 2 a 3 semanas, dependendo dos cuidados e da manutenção adequada.

3. É possível fazer a manutenção das unhas bailarina em casa?
Não é recomendado fazer a manutenção das unhas bailarina em casa, pois o processo exige conhecimento técnico e habilidade para garantir um resultado satisfatório.

4. As unhas bailarina são confortáveis para o dia a dia?
Apesar do visual elegante, as unhas bailarina podem ser um pouco desconfortáveis para algumas pessoas no início, devido ao seu comprimento e formato. É importante acostumar-se gradualmente com elas.

5. As unhas bailarina exigem cuidados especiais?
Sim, as unhas bailarina necessitam de cuidados específicos, como evitar bater as pontas, manter as cutículas hidratadas e realizar a manutenção regularmente para garantir a durabilidade e a beleza do alongamento.

Facebook
Twitter
Email
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Parecidos

Zahy Tentehar, atriz, cantora, ativista e artista visual, homenageia suas raízes indígenas em ‘Falas da Terra’

Artista indígena Zahy Tentehar e sua jornada para representatividade na cultura Muita coisa aconteceu na vida de Zahy Tentehar, desde que ela veio para o Rio de Janeiro aos 19 anos “tentar a sorte”. Nascida na aldeia Colônia, no território indígena Cana Brava, no Maranhão, a atriz, cantora e ativista hoje com 34 anos, apresenta

Leia Mais →