Assine nossa newsletter para se manter atualizado com dicas, notícias e promoções.

Alexandre Nero: Preconceito em críticas a No Rancho Fundo – 14/04/2024 – Ilustrada

Destino de Alexandre Nero foi improvável, mas bem-sucedido

Em 2013, Aguinaldo Silva surpreendeu ao escolher Alexandre Nero como protagonista de “Império”, novela que se tornaria um grande sucesso na TV Globo. Apesar das dúvidas iniciais da emissora, Nero brilhou no papel e conquistou a confiança do público.

Agora, o ator se prepara para mais um desafio em sua carreira. Ele estreia como protagonista na novela “No Rancho Fundo”, na faixa das 18h. O personagem de Nero, Seu Tico Leonel, é diferente de tudo que ele já fez, sendo um homem simples e ingênuo em meio a uma trama de cobiça e inveja.

“Não podemos falar de pobre na televisão?”

Apesar das críticas iniciais sobre a ambientação da novela, Nero defende a representação dos personagens e das histórias. Ele acredita que a obra reflete os anseios do Brasil e que isso atrairá a atenção do público.

Desafios e mudanças na carreira de Alexandre Nero

A trajetória de Alexandre Nero na TV Globo foi marcada por personagens marcantes e desafiadores. From playing the violent Baltazar in “Fina Estampa” to the complex Romero Rômulo in “A Regra do Jogo”, Nero has proven his versatility as an actor.

Para o ator, a maturidade o ajudou a lidar com os desafios da fama e a encontrar um equilíbrio entre a vida profissional e pessoal. Ele atribui sua mudança de comportamento ao se tornar pai e ao amor incondicional que sente pelos filhos.

Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2024/04/criticas-a-no-rancho-fundo-beiram-o-preconceito-contra-pobres-diz-alexandre-nero.shtml

Facebook
Twitter
Email
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Parecidos

Zahy Tentehar, atriz, cantora, ativista e artista visual, homenageia suas raízes indígenas em ‘Falas da Terra’

Artista indígena Zahy Tentehar e sua jornada para representatividade na cultura Muita coisa aconteceu na vida de Zahy Tentehar, desde que ela veio para o Rio de Janeiro aos 19 anos “tentar a sorte”. Nascida na aldeia Colônia, no território indígena Cana Brava, no Maranhão, a atriz, cantora e ativista hoje com 34 anos, apresenta

Leia Mais →