Assine nossa newsletter para se manter atualizado com dicas, notícias e promoções.

Cirurgia para mudança de cor de olhos não é aconselhada – 04/03/2024 – Equilíbrio

Modelo brasileira se submete a cirurgia para mudar a cor dos olhos de forma arriscada

Uma modelo brasileira chamou a atenção nas redes sociais ao revelar que passou por uma cirurgia para mudar a cor dos olhos. A técnica, conhecida como ceratopigmentação, consiste em uma espécie de tatuagem na córnea para alterar a pigmentação da íris e obter olhos azuis. No entanto, especialistas alertam para os riscos envolvidos nesse procedimento invasivo.

De acordo com o oftalmologista Emerson Fernandes e Castro, a ceratopigmentação pode resultar em complicações graves, como infecções oculares que, em casos extremos, podem levar à perda da visão. Além disso, o procedimento envolve micro lesões na córnea, o que aumenta o risco de dor, inflamação e contaminação por bactérias e fungos.

Segundo Leonardo Marculino, outro oftalmologista, existe uma variação do procedimento que envolve a aplicação de laser na íris para mudar a cor dos olhos. No entanto, essa técnica ainda não é segura o suficiente para ser realizada em São Paulo, devido aos possíveis danos oculares, como desenvolvimento de glaucoma e descompensação da córnea.

Nova técnica francesa de cirurgia refrativa preocupa especialistas

Recentemente, a técnica de ceratopigmentação utilizada por uma clínica oftalmológica francesa chamou a atenção nas redes sociais. A técnica a laser FLAAK é usada para mudar a cor dos olhos e é compatível com outras cirurgias refrativas. No entanto, especialistas alertam para os possíveis riscos associados a esse método inovador.

Para o oftalmologista do Hospital Sírio-Libanês, o procedimento envolve riscos desconhecidos a longo prazo, como dificuldades na avaliação do fundo do olho em casos de problemas oculares. Além disso, a pigmentação da córnea pode causar complicações graves, como a necessidade de transplante de córnea e restrições em exames como ressonância magnética.

Embora o FLAAK pareça ser uma opção segura, é importante ressaltar que estudos futuros são necessários para avaliar sua segurança e eficácia. Especialistas brasileiros desaconselham o procedimento para fins estéticos em pacientes com visão saudável, seguindo as recomendações do CBO e do CFM.

Facebook
Twitter
Email
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Parecidos

Zahy Tentehar, atriz, cantora, ativista e artista visual, homenageia suas raízes indígenas em ‘Falas da Terra’

Artista indígena Zahy Tentehar e sua jornada para representatividade na cultura Muita coisa aconteceu na vida de Zahy Tentehar, desde que ela veio para o Rio de Janeiro aos 19 anos “tentar a sorte”. Nascida na aldeia Colônia, no território indígena Cana Brava, no Maranhão, a atriz, cantora e ativista hoje com 34 anos, apresenta

Leia Mais →