Assine nossa newsletter para se manter atualizado com dicas, notícias e promoções.

Ex-advogado da The Pokémon Company revela insights exclusivos sobre a mentalidade da empresa

Projetos de Fãs da Pokémon: Ex-Diretor Jurídico Revela Práticas

Um ex-diretor jurídico da The Pokémon Company compartilhou uma rara visão sobre seu pensamento por trás das remoções de projetos de fãs. Don McGowan, em entrevista ao Aftermath, explicou que a empresa não buscava ativamente encerrar projetos de fãs, apenas agindo quando cruzavam certos limites.

A Abordagem da Empresa

McGowan destacou a importância de não agir precipitadamente: “Você espera para ver se eles serão financiados, por um Kickstarter ou algo semelhante. Se forem financiados, é aí que você se envolve. Ninguém gosta de processar os fãs”.

Ele mencionou que a equipe jurídica da empresa só tomava conhecimento de projetos que utilizavam direitos autorais após serem divulgados na imprensa.

Projetos Removidos

Apesar da abordagem mais cautelosa, vários projetos de fãs de Pokémon acabaram sendo removidos. Em determinadas situações, ferramentas de criação feitas por fãs foram desativadas, como em 2018. Além disso, o suporte a projetos como Pokémon Uranium foi encerrado após anos de desenvolvimento.

Recentemente, a The Pokémon Company removeu vídeos de um jogo de caça a Pokémon feito por fãs que se tornou viral nas redes sociais.

Repercussão de Palworld

O game Palworld foi comparado a Pokémon e atraiu atenção da imprensa. A empresa emitiu uma declaração genérica afirmando que investigaria possíveis violações de propriedade intelectual, mas advogados acreditam que um processo judicial é improvável.

Os casos envolvendo projetos de fãs são delicados, mas a The Pokémon Company busca agir de forma equilibrada, evitando litígios desnecessários com seu público-alvo. Acompanharemos o desenrolar dessas situações com atenção.

Facebook
Twitter
Email
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Parecidos

Zahy Tentehar, atriz, cantora, ativista e artista visual, homenageia suas raízes indígenas em ‘Falas da Terra’

Artista indígena Zahy Tentehar e sua jornada para representatividade na cultura Muita coisa aconteceu na vida de Zahy Tentehar, desde que ela veio para o Rio de Janeiro aos 19 anos “tentar a sorte”. Nascida na aldeia Colônia, no território indígena Cana Brava, no Maranhão, a atriz, cantora e ativista hoje com 34 anos, apresenta

Leia Mais →