Assine nossa newsletter para se manter atualizado com dicas, notícias e promoções.

Hospital é condenado a pagar indenização de R$ 200 mil por vazamento de dados de Klara Castanho; funcionária fornecia informações em tempo real sobre o parto | São Paulo

Hospital E Maternidade Brasil Não Comenta Decisões Judiciais

O Hospital e Maternidade Brasil, pertencente à Rede D’Or São Luiz, se pronunciou afirmando que não irá comentar as decisões judiciais em relação a um caso envolvendo uma atriz. No ano de 2022, a atriz em questão publicou uma carta em suas redes sociais, onde relatou ter sido vítima de violências e ainda acusou os profissionais da unidade de vazarem sua história sem seu consentimento.

A atriz, cujo nome não foi revelado, fez graves acusações em relação ao tratamento recebido no Hospital e Maternidade Brasil. Ela afirmou em sua carta que foi vítima de violências durante sua estadia na unidade de saúde e que a sua história foi compartilhada sem autorização por profissionais do local.

A atriz também ressaltou a importância de se respeitar a privacidade e a integridade dos pacientes, criticando a conduta dos envolvidos no vazamento de informações. A divulgação de dados sigilosos de pacientes é uma prática ilegal e inaceitável no ambiente hospitalar.

A Rede D’Or São Luiz, responsável pelo Hospital e Maternidade Brasil, emitiu um comunicado à imprensa informando que não irá se pronunciar sobre as decisões judiciais relacionadas ao caso. A instituição reafirmou o seu compromisso com a ética e a privacidade dos pacientes, comprometendo-se a investigar o ocorrido de forma rigorosa.

É fundamental que casos como esse sejam tratados com seriedade e responsabilidade, a fim de garantir a segurança e o bem-estar dos pacientes. A violação da privacidade e a divulgação indevida de informações confidenciais são questões que devem ser tratadas com rigidez pelas autoridades competentes.

Diante da gravidade das acusações feitas pela atriz, é essencial que a investigação seja conduzida de forma transparente e imparcial, a fim de identificar os responsáveis pelo vazamento das informações. A privacidade e a segurança dos pacientes devem ser preservadas a todo custo, garantindo um ambiente hospitalar seguro e confiável para todos.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2024/03/20/hospital-deve-pagar-r-200-mil-por-vazar-dados-de-klara-castanho-funcionaria-passava-informacoes-em-tempo-real-sobre-parto.ghtml

Facebook
Twitter
Email
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Parecidos

: WWE estabelece novo recorde de audiência com o último SmackDown.

WWE bate recorde de bilheteria com o último Friday Night SmackDown Na última noite, o Wells Fargo Center na Filadélfia, Pensilvânia, foi palco do último Friday Night SmackDown antes da WrestleMania XL. De acordo com um comunicado publicado por Triple H em sua conta oficial no Twitter, o show de ontem registrou a maior bilheteria

Leia Mais →
Dylan O’Brien enfrenta labirinto gigante e mortal em nova ficção científica da Netflix

‘Maze Runner’: Os Segredos dos Bastidores Revelados! A década de 2000 e 2010 foram marcadas pelas adaptações das sagas literárias jovem-adultas, com destaque para a franquia ‘Maze Runner’ dirigida por Wes Ball e baseada no romance de James Dashner. O enredo acompanha Thomas, interpretado por Dylan O’Brien, que chega em uma clareira no centro de

Leia Mais →