Assine nossa newsletter para se manter atualizado com dicas, notícias e promoções.

Joana Prado, ex-Feiticeira, prega e critica a ideia de “mulher impura”


Feiticeira

De acordo com a notícia recente, a ex-Feiticeira Joana Prado fez um sermão onde pregou e criticou a “mulher impura”. Prado, que agora é pastora evangélica, fez as declarações polêmicas durante um culto em sua igreja.

No sermão, Prado abordou o tema da pureza e ressaltou a importância de manter-se longe de práticas consideradas impuras pela religião. Ela ainda destacou a necessidade de as mulheres se manterem fiéis aos princípios da fé, mesmo em meio às tentações do mundo moderno.

Críticas e Repercussão

A declaração de Prado gerou diversas reações nas redes sociais, com alguns internautas apoiando suas palavras e outros criticando seu discurso considerado conservador. Muitos destacaram a importância do respeito à diversidade e liberdade individual, questionando a maneira como Prado abordou o tema.

Por outro lado, alguns fiéis elogiaram a coragem de Prado em defender suas convicções religiosas e em falar abertamente sobre assuntos considerados tabu. Para eles, a mensagem da pastora serve como um alerta para a sociedade contemporânea, que muitas vezes se distanciou dos valores tradicionais.

Reflexão e Debate

O sermão de Joana Prado levanta questões importantes sobre moralidade, religião e papel da mulher na sociedade. O debate aberto por suas declarações mostra a necessidade de refletir sobre as diferentes visões de mundo presentes na sociedade atual e buscar um diálogo respeitoso e construtivo entre diferentes pontos de vista.

Independentemente da opinião de cada um, as palavras de Joana Prado certamente provocarão reflexões e discussões sobre temas sensíveis e atuais, o que demonstra a relevância do papel das lideranças religiosas na sociedade contemporânea.

Fonte: https://www.metropoles.com/colunas/fabia-oliveira/ex-feiticeira-joana-prado-prega-em-igreja-e-critica-a-mulher-impura

Facebook
Twitter
Email
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Parecidos

Zahy Tentehar, atriz, cantora, ativista e artista visual, homenageia suas raízes indígenas em ‘Falas da Terra’

Artista indígena Zahy Tentehar e sua jornada para representatividade na cultura Muita coisa aconteceu na vida de Zahy Tentehar, desde que ela veio para o Rio de Janeiro aos 19 anos “tentar a sorte”. Nascida na aldeia Colônia, no território indígena Cana Brava, no Maranhão, a atriz, cantora e ativista hoje com 34 anos, apresenta

Leia Mais →