Assine nossa newsletter para se manter atualizado com dicas, notícias e promoções.

Oito mulheres sofrem violência a cada 24 horas




Violência Doméstica: Oito Mulheres por Dia Vítimas em 2023

Violência Doméstica: Oito Mulheres por Dia Vítimas em 2023

No ano de 2023, ao menos oito mulheres foram vítimas de violência doméstica a cada 24 horas, conforme dados da Rede de Observatórios da Segurança. O novo boletim Elas Vivem revelou um aumento de 22,04% no número de mulheres agredidas em comparação com 2022, totalizando 3.181 vítimas.

    <h2>Índices Alarmantes</h2>
    O relatório apontou 586 vítimas de feminicídios, demonstrando que a cada 15 horas uma mulher perde a vida devido ao gênero, principalmente por parceiros ou ex-parceiros. O uso de armas brancas e de fogo foi destacado nas estatísticas, evidenciando a gravidade das agressões sofridas pelas vítimas.

    <h2>Ampliação do Monitoramento</h2>
    O Pará entrou pela primeira vez no monitoramento, enquanto São Paulo ultrapassou mil casos de violência contra mulheres. Estados como Rio de Janeiro e Piauí também apresentaram aumento nos índices, ressaltando a gravidade do problema em diferentes regiões do país.

    <h2>Importância da Denúncia</h2>
    A jornalista Isabela Reis enfatizou a importância da mobilização contra a violência de gênero para salvar vidas. O monitoramento contínuo dos casos contribui para a conscientização e prevenção desses atos, buscando reduzir a subnotificação e proteger as mulheres.

    <h2>Métodos de Coleta de Dados</h2>
    A Rede de Observatórios realiza um monitoramento diário das informações sobre violência e segurança, utilizando fontes diversas para registrar e analisar os casos. Essa abordagem permite identificar crimes que muitas vezes não são tipificados pelas autoridades, proporcionando uma visão mais abrangente da realidade.

    Com a divulgação desses números alarmantes, é crucial que a sociedade e as autoridades se unam para combater a violência doméstica e garantir a proteção das mulheres em todo o país.
</div>

Facebook
Twitter
Email
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Parecidos

Zahy Tentehar, atriz, cantora, ativista e artista visual, homenageia suas raízes indígenas em ‘Falas da Terra’

Artista indígena Zahy Tentehar e sua jornada para representatividade na cultura Muita coisa aconteceu na vida de Zahy Tentehar, desde que ela veio para o Rio de Janeiro aos 19 anos “tentar a sorte”. Nascida na aldeia Colônia, no território indígena Cana Brava, no Maranhão, a atriz, cantora e ativista hoje com 34 anos, apresenta

Leia Mais →