Assine nossa newsletter para se manter atualizado com dicas, notícias e promoções.

Pierpaolo Piccioli renuncia à direção da Valentino

P

Após 25 anos na Valentino, o diretor criativo Pierpaolo Piccioli decidiu sair da empresa, deixando para trás um legado notável. A sua saída foi descrita como uma decisão mútua, destacando a sua visão, dedicação e espírito inovador que contribuíram significativamente para a história da marca de luxo italiana.

Olhando para trás, Piccioli chegou à casa de Moda em 1999, ao lado de Maria Grazia Chiuri, após uma passagem pela Fendi. Juntos, assumiram o papel de diretores criativos, marcando a história da Valentino com criações como as icônicas peças rockstud. Em 2016, Chiuri seguiu para a Dior, deixando Piccioli no comando da marca.

Conhecido por suas coleções de Alta-Costura aclamadas e peças ready to wear adoradas pelo público, Piccioli se destacou na indústria da moda com seu trabalho inovador e consistente. O famoso Pink PP tornou-se um fenômeno, refletindo o seu brilho e criatividade incomparáveis.

A despedida de Piccioli foi marcada por palavras de gratidão e amor em suas redes sociais, onde ele expressou sua eterna ligação com a Valentino e a equipe que o acompanhou ao longo dos anos. Seu legado perdurará, apesar da incerteza sobre quem o sucederá e qual será o próximo capítulo para o renomado designer italiano.

Reformulação única do artigo de notícias:

Após mais de duas décadas, Pierpaolo Piccioli, renomado diretor criativo da Valentino, surpreende a indústria da moda ao anunciar sua saída da marca italiana de luxo. A decisão, descrita como mútua, ressalta a contribuição inestimável de Piccioli para a história e o legado da Valentino.

A trajetória de Piccioli ao longo dos anos ao lado de Maria Grazia Chiuri foi marcada por grandes sucessos, incluindo a reinvenção das famosas peças rockstud. Sua habilidade em combinar moda e inovação o tornou um dos nomes mais admirados e relevantes do setor.

O Pink PP, uma das marcas registradas de Piccioli, conquistou o mundo da moda, tornando-se um ícone por sua vivacidade e originalidade. Sua despedida, repleta de emoção e gratidão, deixa um vazio enquanto a Valentino aguarda ansiosamente a revelação de quem assumirá o comando após sua saída.

Com um legado indelével e um talento incomparável, Piccioli deixa para trás um capítulo fundamental na história da moda, repleto de beleza, inovação e amor. Sua saída, embora esperada, deixa uma lacuna que será difícil de preencher para a Valentino e para a indústria da moda como um todo.

Fonte: https://www.vogue.pt/pierpaolo-piccioli-deixa-a-valentino

Facebook
Twitter
Email
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Parecidos

Zahy Tentehar, atriz, cantora, ativista e artista visual, homenageia suas raízes indígenas em ‘Falas da Terra’

Artista indígena Zahy Tentehar e sua jornada para representatividade na cultura Muita coisa aconteceu na vida de Zahy Tentehar, desde que ela veio para o Rio de Janeiro aos 19 anos “tentar a sorte”. Nascida na aldeia Colônia, no território indígena Cana Brava, no Maranhão, a atriz, cantora e ativista hoje com 34 anos, apresenta

Leia Mais →