Assine nossa newsletter para se manter atualizado com dicas, notícias e promoções.

Recifense assume papel de Jesus na Paixão de Cristo de Nova Jerusalém






Paixão de Cristo de Nova Jerusalém: Devoção e Emoção

Paixão de Cristo de Nova Jerusalém: Devoção e Emoção

O espetáculo da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, considerado o maior teatro a céu aberto do mundo, está celebrando sua 55ª edição. As apresentações ocorrem de 23 a 30 de março, com início todos os dias às 18:00, em Brejo da Madre de Deus, no Agreste pernambucano.

<h2>Importância para o Turismo Local</h2>

Além de sua relevância cultural e religiosa, o evento também desempenha um papel fundamental no fomento ao turismo no interior do estado. Este ano, o Governo do Estado investiu R$ 500 mil por meio da Empetur, contribuindo para a valorização da cultura local e a promoção do destino pernambucano.

<h2>Renovação do Elenco</h2>

A cada edição, o espetáculo traz um elenco renovado para retratar a saga de Jesus de Nazaré. Em 2024, Allan Souza, natural de Recife, foi escolhido para interpretar Jesus, enquanto a paraibana Mayana Neiva dará vida a Maria e Dalton Vigh assumirá o papel de Pôncio Pilatos, prometendo performances impactantes e emocionantes.

<h2>Conclusão</h2>

A Paixão de Cristo de Nova Jerusalém é muito mais do que um evento teatral, é uma experiência de fé e emoção que atrai milhares de espectadores todos os anos. Com sua grandiosidade e dedicação ao contar a história do calvário de Cristo, o espetáculo se consolida como uma tradição imperdível no calendário cultural de Pernambuco.

Com informações da repórter Taynã Olimpia.

Fonte: https://www.espiaqui.com.br/artigo/paixao-de-cristo-de-nova-jerusalem-traz-recifense-interpretando-jesus

Facebook
Twitter
Email
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Parecidos

Zahy Tentehar, atriz, cantora, ativista e artista visual, homenageia suas raízes indígenas em ‘Falas da Terra’

Artista indígena Zahy Tentehar e sua jornada para representatividade na cultura Muita coisa aconteceu na vida de Zahy Tentehar, desde que ela veio para o Rio de Janeiro aos 19 anos “tentar a sorte”. Nascida na aldeia Colônia, no território indígena Cana Brava, no Maranhão, a atriz, cantora e ativista hoje com 34 anos, apresenta

Leia Mais →