Assine nossa newsletter para se manter atualizado com dicas, notícias e promoções.

Stellantis, grupo proprietário da Fiat e Peugeot, anuncia plano de investimento de R$ 30 bilhões no Brasil até 2030.

Stellantis Anuncia Investimento de 30 Bilhões de Reais no Brasil até 2030

Executivos da companhia Stellantis revelaram o plano de investir 30 bilhões de reais no Brasil entre 2025 e 2030, em um anúncio histórico para a indústria automobilística na América do Sul.

Investimento Histórico

A Stellantis, que é dona de marcas como Fiat, Jeep, Peugeot e Citroen, pretende utilizar os recursos para renovar seus carros existentes, lançar novos produtos, introduzir a tecnologia ‘bio-hybrid’ e explorar novos negócios. O presidente da Stellantis na América do Sul, Emanuele Cappellano, afirmou que mais de 40 novos produtos serão lançados durante o período do investimento.

Esse investimento corresponde a um terço do valor total estimado pela Anfavea, associação nacional de montadoras, que prevê um aporte de cerca de 100 bilhões de reais no setor automotivo brasileiro até 2029, incluindo a indústria de autopeças.

Além da Stellantis, outras montadoras como Toyota, Volkswagen, General Motors e Hyundai também anunciaram grandes investimentos no país, demonstrando confiança no mercado automotivo brasileiro.

O presidente-executivo global da Stellantis, Carlos Tavares, destacou o foco da empresa em veículos flex e movidos a etanol, com a adição da tecnologia de eletrificação. O próximo lançamento da companhia será um veículo híbrido, previsto para o segundo semestre.

Tavares ressaltou a importância do alinhamento com o programa Mover do governo federal, que incentiva a produção de veículos com menores emissões. Ele também mencionou a possibilidade de produção de carros 100% elétricos, visando que representem 20% das vendas em 2030.

Porém, o custo atual da tecnologia elétrica ainda é um desafio, pois é até 40% mais caro do que os motores a combustão. Tavares acredita que a evolução da produção pode levar a uma redução de custos em dois ou três anos, mas isso depende da escala de produção, que tem sido dificultada pelo cenário global fragmentado.

A Stellantis enfrentou desafios no segundo semestre de 2023, com greves que causaram paralisações em suas operações na América do Norte. No entanto, na América do Sul, onde o Brasil é o principal mercado, a empresa registrou um aumento de 16% no lucro operacional ajustado em 2022, destacando a região como um importante motor de crescimento.

Facebook
Twitter
Email
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Parecidos