Assine nossa newsletter para se manter atualizado com dicas, notícias e promoções.

‘A Primeira Profecia’ recebe críticas positivas como o melhor filme da franquia de terror desde o original

A Primeira Profecia: Um Novo Clássico do Terror?

Em 1976, a franquia ‘A Profecia’ dava seus primeiros passos, mesmo recebendo críticas desfavoráveis. No entanto, ao longo dos anos, o filme se tornou um clássico cult do gênero, cativando uma legião de fãs que ainda o revisitam.

Agora, chegamos ao sexto capítulo da saga com o lançamento de ‘A Primeira Profecia’, uma pré-sequência direta que promete explorar as origens do enredo original.

Uma Narrativa Envolvente

O filme nos leva de volta aos anos 70, acompanhando a jovem noviça Margaret Daino, interpretada por Nell Tiger Free, em um orfanato cristão em Roma. Logo, Margaret se vê envolvida em segredos sombrios que permeiam a Abadia, enquanto um grupo secreto na Igreja Católica tramam contra a revolução cultural da juventude.

A diretora Arkasha Stevenson, conhecida por seu trabalho em séries de terror, conduz a trama de forma competente, explorando aspectos artísticos e visuais que adicionam camadas à história.

Performances Memoráveis

O elenco de ‘A Primeira Profecia’ brilha em cena, com destaque para a atuação de Nell Tiger Free como Margaret, que entrega uma performance intensa e cativante. A presença de Sônia Braga como Irmã Silvia e Nicole Sorace como Carlita complementam a trama, enquanto Bill Nighy e Ralph Ineson acrescentam um tom ameaçador às sequências.

No entanto, o filme enfrenta desafios em sua extensão, com um terceiro ato que apresenta múltiplos desfechos, prolongando a narrativa além do necessário. Mesmo assim, esses momentos contribuem para a construção da atmosfera do filme.

Uma Nova Abordagem ao Clássico

‘A Primeira Profecia’ se destaca como uma adição sólida à franquia, oferecendo uma abordagem ambiciosa sem perder a essência do original. A direção de Stevenson e as performances do elenco elevam o filme a um patamar digno de reconhecimento, prometendo ser um novo clássico do terror.

Em suma, ‘A Primeira Profecia’ pode não igualar o impacto do filme original, mas certamente se destaca como uma obra competente e envolvente que conquistará tanto fãs antigos quanto novos admiradores do gênero.

.

Fonte: https://cinepop.com.br/critica-a-primeira-profecia-e-uma-surpreendente-entrada-a-uma-das-franquias-de-terror-mais-famosas-do-cinema-481934/

Facebook
Twitter
Email
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Parecidos

Zahy Tentehar, atriz, cantora, ativista e artista visual, homenageia suas raízes indígenas em ‘Falas da Terra’

Artista indígena Zahy Tentehar e sua jornada para representatividade na cultura Muita coisa aconteceu na vida de Zahy Tentehar, desde que ela veio para o Rio de Janeiro aos 19 anos “tentar a sorte”. Nascida na aldeia Colônia, no território indígena Cana Brava, no Maranhão, a atriz, cantora e ativista hoje com 34 anos, apresenta

Leia Mais →