Assine nossa newsletter para se manter atualizado com dicas, notícias e promoções.

Bob Iger afirma que a era da “lacração” na Disney chegou ao fim…





CEO da Disney, Bob Iger, Prioriza Entretenimento Sobre Agenda

CEO da Disney, Bob Iger, Prioriza Entretenimento Sobre Agenda

O CEO da Disney, Bob Iger, enfatizou recentemente que a empresa se concentraria no entretenimento em vez de promover qualquer tipo de agenda. Durante a reunião anual de acionistas da Disney, Iger reiterou que o principal objetivo da empresa era entreter, antes de mais nada.

Questionado sobre a possibilidade da Disney se envolver em questões políticas, Iger afirmou que a empresa deve focar em entreter e, por meio disso, ter um impacto positivo no mundo, sem ser orientado por uma agenda específica.

Apostando no Entretenimento como Prioridade

Para Bob Iger, o papel da Disney é claro: proporcionar entretenimento de qualidade e, se possível, transmitir mensagens positivas. Ele destacou filmes como “Pantera Negra” e “Coco” como exemplos de como a empresa pode promover a aceitação sem necessariamente seguir uma agenda política.

Durante uma ligação com analistas, Iger também abordou a questão da chamada “agenda woke”, ressaltando que a prioridade da Disney é proporcionar entretenimento e impactar positivamente o mundo.

Resolução de Conflitos e Críticas

O CEO da Disney também abordou a rivalidade com o governador da Flórida, Ron DeSantis, em relação à chamada “lei Não diga gay”. Em março, a Disney e a Flórida resolveram suas diferenças legais, encerrando esse conflito de longa data.

A empresa tem sido alvo de críticas de políticos conservadores e de vozes nas redes sociais, especialmente em relação à representação LGBTQ+ em suas produções. Iger tem buscado manter a linha do entretenimento sem se envolver em polêmicas políticas.

Enfrentando Críticas de Investidores

O distanciamento da chamada “agenda Woke” por parte de Bob Iger ocorreu em meio a críticas do investidor ativista Nelson Peltz. Peltz questionou a decisão da Disney em filmes como “Pantera Negra” e “As Marvels”, levantando discussões sobre diversidade no elenco.

A Disney defendeu sua abordagem criativa diante das críticas de Peltz, reiterando seu compromisso com a inovação e a diversidade em suas produções.

Fonte: https://cinepop.com.br/bob-iger-diz-que-a-chamada-lacracao-na-disney-acabou-482023/

Facebook
Twitter
Email
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Parecidos

Zahy Tentehar, atriz, cantora, ativista e artista visual, homenageia suas raízes indígenas em ‘Falas da Terra’

Artista indígena Zahy Tentehar e sua jornada para representatividade na cultura Muita coisa aconteceu na vida de Zahy Tentehar, desde que ela veio para o Rio de Janeiro aos 19 anos “tentar a sorte”. Nascida na aldeia Colônia, no território indígena Cana Brava, no Maranhão, a atriz, cantora e ativista hoje com 34 anos, apresenta

Leia Mais →