Assine nossa newsletter para se manter atualizado com dicas, notícias e promoções.

Nova versão de “Alice no País das Maravilhas” apresenta terror psicológico em releitura do clássico literário

Alice

“Alice no País das Maravilhas” é um dos clássicos da literatura mundial que continua a encantar gerações. Agora, uma nova adaptação chega aos cinemas brasileiros sob o título “Alice no País das Trevas”. O filme promete uma abordagem mais sombria da história conhecida por todos.

Uma Nova Abordagem

O filme conta a história de Alice, uma jovem que recentemente perdeu a mãe em um terrível incêndio. Ao se mudar para a casa de sua avó, ela descobre que a residência pertenceu ao autor do livro original. Aos poucos, Alice começa a ter pesadelos perturbadores e questiona a linha tênue entre realidade e imaginação.

Uma Produção Inovadora

Alice no País das Trevas” é uma produção de baixo orçamento que se destaca pela criatividade e inovação. Ao focar em uma única locação e na maquiagem dos personagens, o filme mantém a identidade visual original sem comprometer a qualidade. A narrativa se desenvolve principalmente através dos diálogos entre a avó e Alice, criando uma atmosfera envolvente.

Uma Interpretação Sombria

Dirigido por Richard John Taylor, o filme oferece uma visão mais obscura e psicológica da história de Alice. Ao explorar elementos de terror e suspense, a produção cativa o espectador e o transporta para um mundo de fantasia e mistério. “Alice no País das Trevas” promete se tornar um clássico moderno, desafiando as expectativas e atraindo um público diversificado.

Conclusão

Com uma abordagem inovadora e uma narrativa envolvente, “Alice no País das Trevas” promete conquistar os fãs do clássico original e cativar novos espectadores. A mistura de elementos sombrios e psicológicos cria uma experiência cinematográfica única e memorável. Não perca a oportunidade de mergulhar nesse novo universo de Alice e se surpreender com cada reviravolta.

Fonte: https://cinepop.com.br/critica-alice-no-pais-das-trevas-nova-versao-traz-terror-psicologico-para-o-classico-da-literatura-479687/

Facebook
Twitter
Email
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Parecidos

Zahy Tentehar, atriz, cantora, ativista e artista visual, homenageia suas raízes indígenas em ‘Falas da Terra’

Artista indígena Zahy Tentehar e sua jornada para representatividade na cultura Muita coisa aconteceu na vida de Zahy Tentehar, desde que ela veio para o Rio de Janeiro aos 19 anos “tentar a sorte”. Nascida na aldeia Colônia, no território indígena Cana Brava, no Maranhão, a atriz, cantora e ativista hoje com 34 anos, apresenta

Leia Mais →